Homenagem: movimento entrega ‘tsurus’ para profissionais da Saúde de Caraguatatuba

0
205

A equipe da vigilância epidemiológica de Caraguatatuba, representando a Secretaria de Saúde, recebeu na segunda-feira (28) uma homenagem em agradecimento pelo trabalhado realizado durante a pandemia da covid-19.

#PraCegoVer: Vaso com os mil ‘tsurus’ em cima de uma mesa. Os origamis foram confeccionados em diversas cores (Foto: Divulgação/PMC)

O setor é encarregado de monitorar o avanço da doença no município. Além disso, a vigilância também é a responsável pela vacinação da população contra essa e outras doenças.

A homenagem foi feita pelo “Movimento Tsuru, a Esperança” que presenteou a equipe com um vaso contendo mil ‘tsurus’, que é um tipo de origami considerado um dos mais tradicionais da cultura japonesa.

Além da vigilância epidemiológica, também receberam a homenagem os profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate à covid-19 da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e do Hospital Regional do Litoral Norte.

No Japão, a figura do ‘tsuru’ (pássaro sagrado) é o mais presente nos objetos de arte e uma das mais reproduzidas no origami. Ele representa longevidade, prosperidade e paz.

Cássia de Regina, representante do movimento em Caraguatatuba, relatou que a entrega dos mil ‘tsurus’ “é uma forma de emanar energias boas para os profissionais que estão dedicando seu tempo para combater a doença, e também para os doentes”.

Ainda de acordo com Cássia, os profissionais foram presenteados com a energia que é colocada em cada dobra do origami. “O ato de presentear representa a nossa cordialidade”, explicou.

O “Movimento Tsuru, a Esperança” possui mais de 70 integrantes e já confeccionou cerca de 70 mil origamis. O movimento foi idealizado na cidade de São Paulo e entregou os ‘tsurus’ em várias cidades do estado.

A coordenadora da vigilância epidemiológica, Helienne Santos, que recebeu o vaso com os origamis, se emocionou e disse que “receber a homenagem é gratificante porque mostra o reconhecimento pelo trabalho realizado. Trabalho esse que por diversas vezes é cansativo, mas que vale a pena”.

Helienne disse também que os ‘tsurus’ irão ganhar um “cantinho especial” na sala da vigilância para que o local e os profissionais recebam as energias boas e positivas que o mesmo é capaz de proporcionar.